27.6.07

Troca

Troca

Tony Blair está deixando o Downing Street hoje. Resolveu renunciar ao cargo de primeiro ministro antes das eleições.

Eu sei que os ingleses tem o que reclamar dele, mas ele bem que podia deixar de lado esse negócio de achar uma solução para o conflito Israel-Palestina, trocar de nacionalidade e se candidatar a presidente aqui.

Inovação

Inovação

Quem anda aqui no calçadão de Copacabana todo dia ou quem já andou alguma vez sabe que tem aquelas esculturas de areia ao longo dos 4km. Essas esculturas são as mesmas há anos. No posto 2 tem os monstros marinhos, no posto 4 tem aquelas casinhas com telhado vermelho, entre o 4 e o 5 tem as mulheres com a bunda pra cima e perto do posto 5 tem o castelo.

Os artistas só fazem manter suas obras ao longo dos anos ( o que inclui retoques e pessoas dormindo na praia guardando a obra) e o máximo que eles acrescentam são frases relativas aos eventos, tipo: feliz ano novo. Agora com o Pan todos colocaram o solzinho mascote.

Bom, quase todos. Felizmente o cara do posto 5 resolveu inovar. Derrubou o castelo e levantou uma réplica do Maracanã. Hoje ele ainda estava terminando, mas até onde eu vi está ficando muito bom. Vamos ver quanto tempo dura essa escultura.

**Update**


Aqui está a foto do Maracanã de areia (ainda um work in progress), ele também fez o solzinho mascote mas eu preferi só o estádio com arquibancada dentro.


22.6.07

Inverno carioca

Inverno carioca


Inverno bom é esse aqui do Rio. É aquela temperatura de ar condicionado o dia inteiro, super agradável. Nada de suar com calor e nem se encolher com frio.

E tem feito dias lindos. A cidade merece.
Isso já tem três semanas....que dure mais uma até eu voltar a suar no Ceará.

19.6.07

+ Filmes

+ Filmes

Shrek Terceiro

Ai, ai, a Luizinha vai me matar, mas eu não resisti e fui ver a terceira aventura do ogro verde e seus amigos.

Nesse filme o rei de Far Far Away está a beira da morte e precisa passar o trono adiante. Shrek não quer saber da responsabilidade e vai atrás do segundo na linha do trono, ninguém menos que Arthur, ou Artie para os íntimos.

Artie vive na sua escola, é sacaneado por Lancelot e apaixonado por uma Guinevere que mais parece Paris Hilton. Shrek o tira de lá para ser o futuro rei. O que eles não sabem é que o Príncipe Encantado se juntou ao Capitão Gancho e a Madrasta da Branca de Neve para que os vilões tomassem o trono e tivessem o seu final feliz.

Para saber quem teve um final feliz é só ir ao cinema se divertir e dar boas risadas.

A Tia Helo não ia gostar nem um pouco do absurdo que é o Shrek, por São Hans Christian Andersen é muita confusão com os contos de fadas. 112 “Ai Jesus!” para a turma de Far Far Away.


O Despertar de uma paixão

Edward Norton faz um médico bacteriologista que conhece Kitty (Naomi Watts), se apaixona, casa e a leva para viver na China. Kitty por sua vez casou para sair de casa e em nenhum momento mostrou interesse no médico.

Na vida agitada de Xangai Kitty não demora a achar um amante. O médico decide então leva-la para o interior da China, como um castigo, onde ele se ofereceu para cuidar de uma epidemia de cólera.

No meio da epidemia e da revolução nacionalista, Kitty e o médico passam um bom tempo se ignorando, mas aos poucos vão se descobrindo. Contar mais é estragar mais ainda o que o título nacional já estragou.

A fotografia é linda. Edward Norton escorrega um pouco no sotaque britânico, mas ele pode (aliás, porque que quando os britânicos fazem americanos, o sotaque deles é sempre perfeito e o contrário não acontece?).

A Tia Helo ia gostar um pouquinho desse filme. É uma história de amor e tem freiras isoladas ajudando os pobres. Só 15 “Ai, Jesus!” para esse filme.


Fur

Diane Arbus gostava de tirar fotos de pessoas para mostrar suas individualidades, a diferença entre elas. Seus objetos de observação muitas vezes podem ser considerados freaks, e ela usava uma máquina e lentes que a ajudavam a ressaltar essa individualidade.

Nesse filme o diretor e a roteirista imaginaram o que teria levado a dona de casa e assistente do marido a começar a bater as fotos que a levariam a ser uma das artistas americanas mais importantes do século XX.

Nicole Kidman faz Diane, filha de pais ricos, casada com um fotógrafo de moda do qual ela é assistente e, o que chamam agora de stylist. Mas Diane tem seus segredos, angústias e um marido muito compreensivo.

Um dia um vizinho estranho se muda para o ultimo andar de seu prédio e atiça a curiosidade de Diane. Ela faz amizade com o homem que anda encapuzado e coberto devido a uma anomalia que o deixa parecendo um yorkshire gigante (ou o Chewbacca para os íntimos de Star Wars). Lionel (Robert Downey Jr) é um freak, trabalhava como freak de circo e agora faz perucas (cabelo é o que não falta). Ele a seduz com sua capacidade de entender que ela também é freak. Diane se sente a vontade entre ele e seus amigos, começa a abandonar a família e mudar sua vida.

Lionel seria sua primeira foto.

Esse filme é uma mistura de fantasia e realidade, tem muitas referências a Alice no país da maravilhas (inclusive um coelho branco). É bem feito e bem interpretado.

Eu gostei muito. A Tia Helo já não ia gostar nem um pouco em ver que o freak entupia os canos com cabelo... 115 “Ai, Jesus!” para Fur.

16.6.07

Momento TOC Tv aberta

Momento TOC Tv aberta

Como eu disse no post anterior, estou sem tv a cabo. E todos sabem que eu assisto muita televisão, então depois de me torturar por 2 semanas nos canais abertos eu pude fazer as seguintes observações:

- A Globo não respeita o telespectador da noite. Nada tem horário depois do Jornal Nacional, eles anunciam como "depois da novela" ou "depois do jornal da globo". Só que novela pode durar de meia hora a mais de uma hora. A única coisa que hora certa para começar depois do JN é o futebol da quarta-feira. Não dá para acompanhar nenhuma minissérie. E depois eles não sabem porque a audiência dos programas cai.

- Os programas da platinada que eu mais gosto são (além da novela): Linha Direta, Os Cassetas, o Caldeirão e os de esporte. Não entendi absolutamente nada dessa nova microsérie.

- A Ana Maria Braga não é uma morning person. Ela é lenta de manhã e quando ela começa a se animar o programa acaba.

- Todos os apresentadores da Bandeirantes gritam.

- A Record tem um bom programa de manhã, tem o Marcio Garcia (que é bem melhor que o Faustão), tem House e CSI e ainda tem o Aprendiz (o Roberto Justus não brinca em serviço). A única coisa que ela não tem é intervalo entre os programas, ou seja, não se sabe quando terminou uma novela e começou outra.

- A Educativa é boa. Pelo menos tem o Sem Censura.

- A quantidade de cultos é demais. Os pastores falam de tudo e oferecem boletos bancários para pagar o dízimo(daqui a pouco vão aceitar débito automático). Em termos de marketing eles são melhores do que os padres que rezam missas na tv.

- O SBT parece uma máquina do tempo. É só olhar o Silvio Santos, a Hebe, etc... Mas eles tem Cold Case e passam filmes melhores que os da Globo.

- A Rede TV! é o canal da fofoca. Tem o Tv Fama, o Superpop, Amaury Jr, e o divertido Pânico. É o canal com mais programas religiosos e lutas de boxe. Dos seriados eles tem Desperate Housewives.

- Aqui tem o canal JB, mas a imagem é ruim e os programas idem.

- Os jornais são todos parecidos, em forma e conteúdo. Se eu tiver que escolher um: Jornal da Globo (aquele que não tem hórário para começar).


Felizmente estou no Rio de Janeiro e a cidade é bonita demais para ficar dentro de casa. E para as noites eu vou na locadora aqui perto de casa (a qual eu estou já estou sustentando) que lá tem caixas e mais caixas de séries que eu não vi (Deadwood, Numbers, etc).

11.6.07

Atrasada

Atrasada

Bom, ainda estou praparando um mega post sobre a tv aberta. Explico. Aqui no meu quarto carioca fiquei sem tv a cabo e estou tendo que me virar nos canais abertos...e só posso dizer por enquanto que a coisa não é boa e já estou sustentando a locadora local.

A única coisa que eu vi no tradicional domingo esportivo foi Lewis Hamilton dar um banho em todos no GP do Canadá. O cabeção do Alonso deve estar pegando fogo.

Vi também o Flamengo tomar 4 gols, mas isso eu não vou comentar.

Então vim na internet para saber de tudo com atraso e sem ver os grandes lances. Acabei de descobrir que Roger Federer não ganhou Roland Garros, acho que os braços, ops, o braço forte do Rafael Nadal foi demais para ele. Mas ele segue número um e eu sigo fã.

No volêi de praia as minhas amigas Larissa e Juliana conseguiram a vaga do Pan e de quebra venceram a etapa polonesa do mundial.

8.6.07

Reza forte

Reza forte

Em homenagem a Tia Helo que, segundo a sua sobrinha querida Sue, era atendida em todas as rezas.

5.6.07

+ Filmes

+ Filmes

Piratas do Caribe 3

Terceira e última (será?) aventura do Capitão Jack Sparrow sua turma. Jack terminou o segundo filme indo parar na terra dos mortos cheia de areia. Seus “amigos” Elizabeth e Will se juntam a Barbossa (o vilão do primeiro filme) e vão até Cingapura atrás do mapa que mostra o caminho de ida e volta da terra dos mortos.

Esse mapa está em posse de Sao Feng o piratão do oriente. Muitas espadas, fogos e tiros depois eles saem em busca de Jack Sparrow e o Black Pearl.

Tudo isso para voltar a terra dos vivos e mais uma vez enfrentar o meio-lula-meio-carangueijo Davy Jones.

Mesmo com muitos minutos a mais que poderiam ser cortados, é diversão garantida. E ainda tem o bônus de Keith Richards como pai de Jack Sparrow, perfeito.

Tia Helo não ia gostar muito não. Ainda tem um que de bruxaria...Nem com todo seu charme o Capitão Sparrow ia seduzia a Tia Helo. 219 “Ai, Jesus!” para os piratas.



O Zodíaco

Serial killers causam fascínio em muitas pessoas por vários motivos. Eu acho curioso que eles são quase todos super inteligentes e manipuladores.

O Zodíaco aterrorizou São Francisco no fim da década de 60. Matava aleatoriamente, em lugares diferentes e com armas diferentes. A cada crime ele se arriscava mais. Depois do segundo (ou terceiro) crime, ele resolveu mandar cartas com símbolos para os principais jornais da cidade. Ele gostava de brincar, de se expor e de provocar. Muitos acreditam que ele queria ser pego, mas ele acabou ficando entediado com a lentidão da polícia em descobrir quem ele era. E, diga-se de passagem, a polícia americana dos anos 60 não era lá muito organizada.

Mas o filme é na verdade sobre a influência que ele teve na vida de dois jornalistas e um policial, todos reais. Jake Olhos Azuis Gyllenhaal faz o cartunista curioso, Robert Downey Jr faz o jornalista que foi ameaçado pelo Zodíaco por suas reportagens e Mark Ruffalo o policial que nunca conseguiu desvendar o caso.

David Fincher fez um excelente filme (ele sempre faz, vide Seven e Clube da Luta). Mostra os crimes com uma dose certa de violência, mostra o medo que o Zodíaco exerceu na cidade ao ameaçar matar criancinhas, e mostra o desespero de uma pessoa diante de um crime quase sem solução.

Eu gostei muito desse filme. A Tia Helo não ia gostar nem um pouco, ainda mais um serial killer com nome de crenças astrológicas...353 “Ai, Jesus!” para o Zodíaco.


Trailers

O melhor trailer da semana foi O Ultimato Bourne, sem dúvida irei ver. Depois foi George Clooney e cia no terceiro roubo de Dany Ocean.
O mais cafajeste foi Duro de Matar 4, sério que o carro de polícia bate num helicóptero??

4.6.07

In the middle

In the middle

“Quando a evolução seleciona seus agentes ela o faz a um preço. Ela faz suas exigências em troca de exclusividade, e a você pode ser requisitado fazer algo contra sua natureza. De repente a mudança na sua vida que deveria ser maravilhosa vem como uma traição. Pode parecer cruel, mas o objetivo nada mais é do que a sobrevivência”. Mohinder Suresh em Heroes.


Meu amigo Hélcio assina a coluna Mundo Web na revista eletrônica Autêntica Vida ( o Ney também fala lá de cinema , mas isso é outro post). Ele indicou esse video sobre a web 2.0. O vídeo começa falando sobre o Rafinha, um garoto de 16 anos, geração atual, que já nasceu com um computador no colo, iPod no ouvido, celular na ponta dos dedos.

A minha geração é a do meio. Entre o Rafinha (que já nasceu no meio de tudo isso e para ele é tudo natural), e aqueles que usam a internet, mas não dependem exclusivamente dela porque viveram muito sem.

A minha geração é aquela que viveu quase que exatamente metade da vida sem internet e metade com. Geração que saiu da escola fazendo trabalhos escritos à mão com capas desenhadas, entrou na faculdade batendo a máquina e se formou entregando monografias em disquetes. A minha geração começou sua coleção de discos com o vinil, depois o cd, aposentou os cassetes e se adaptou ao mp3. A carta virou e-mail, e a conversa falada passou a ser digitada. A geração que esperava a boa vontade da tv aberta em importar as séries que hoje se vê facilmente no computador. Geração que pensava muito antes de bater fotos porque a revelação era uma surpresa e agora se delicia com a câmera digital. A geração a qual as facilidades da tecnologia e a informação da internet ainda causam espanto. Geração que se rendeu aos nerds, porque hoje somos todos nerds.

It’s evolution, baby.

1.6.07

A volta

A volta

Na inauguração do novo e supermoderno Wembley o placar foi: Brasil 1 x 1 Inglaterra. Os donos da casa sairam na frente com um gol de Terry (macho-que-é-macho) depois de uma falta batida por Beckham (metrossexual), que por sinal desistiu da sua aposentadoria do English Team. O gol do Brasil veio nos acréscimos com uma cabeçada de Diego.

Blá, blá, blá...

O que eu queria dizer mesmo é que o meu jogador inglês favorito está de volta aos campos. Na copa da Alemanha ele saiu machucado e só voltou agora.




Welcome back Michael Owen!